Categoria Notícias

Baile estilo anos 60 anima e integra vovôs e vovós

Um sonho de ter uma noite de gala com o professor de dança, um sonho de ir a um baile, de cantar no microfone, somado à vontade de fazer o bem de um grupo de jovens, resultou na realização de um baile estilo anos 60, em outubro, na casa de shows Mutley, em Taubaté, que reuniu dezenas vovós e vovôs residentes em lares da região.

Os sonhos foram divulgados por meio do projeto “Eu Ainda Quero”, da Fundação José Carlos da Rocha, que consiste na publicação, pelo Facebook, de fotos em que os idosos seguram uma lousa onde está escrito o sonho de cada um. De julho a outubro, vovôs e vovós de seis lares foram protagonistas da proposta.

A balada dos vovôs envolveu diversos voluntários, desde os proprietários do Mutley, que cederam o espaço, até os integrantes da Confraria Musical, que animaram a festa, passando pelo Buffet Palles, que garantiu salgados, doces e bebidas, mobilizando até o poder público dos municípios mais distantes, que forneceram transporte dos idosos até Taubaté.

“A gente esquece até das tristezas”, declarou dona Iraci, de 79 anos, após realizar, no evento, o sonho de participar de um baile de gala com o professor de dança Alexandre Botelho, que ministra aulas regularmente no Lar Luiza de Marillac, onde ela reside.

“Foi uma verdadeira corrente do bem. É gratificante saber que a Fundação tem sido um canal para mobilizar tantas pessoas de boa vontade na realização de sonhos que têm pressa”, afirmou a administradora da Fundação, Renata Linhares Mamede.

Gincana promove Olimpíadas com vovôs e vovós

O espírito olímpico tomou conta da gincana “Encontro de Gerações” realizada pela equipe da Fundação José Carlos da Rocha no Lar São Vicente de Paulo, em Pindamonhangaba, dia 17 de agosto.

Os idosos atendidos pela instituição participaram de modalidades como bambolê no cone, vôlei adaptado e corrida com bexiga, interagindo com estudantes do terceiro ano do ensino médio da Escola Estadual Ryoiti Yassuda – daí o nome da gincana, que é realizada há quatro anos no Lar, e este ano teve como tema as Olimpíadas 2016, disputadas em agosto no Rio de Janeiro.

A competição olímpica também inspirou a realização da 1ª Olimpíada no Lar Irma Terezinha, em Pindamonhangaba, no dia 23. Lá, os vovôs e vovós participaram de revezamento com obstáculos, bola ao cesto, lançamento ao alvo, chute a gol e vôlei adaptado, divididos em duas equipes: verde e azul.

“Com atividades como esta, notamos melhora e manutenção das capacidades físicas, como equilíbrio, coordenação motora, agilidade e percepção espacial”, afirmou a educadora física Nadialice Melo, da equipe da Fundação José Carlos da Rocha.

Ao final das competições nos dois Lares, houve entrega de medalhas confeccionadas nas aulas de arteterapia.