Nossa História

A Fundação José Carlos da Rocha foi instituída em São Paulo por iniciativa do coronel José Carlos da Rocha, falecido em 17 de abril de 1919, e que deixou em testamento a determinação que a renda gerada pelos bens imóveis e aplicações financeiras seriam destinadas a um pensionato para a velhice desamparada, a “Casa José Carlos da Rocha”.

Em dezembro de 1924 foi publicado no Diário Oficial o regulamento da Casa José Carlos da Rocha, que tinha como finalidade o recolhimento e proteção de pessoas de baixa ou sem renda, doentes ou não, mas inválidas. Porém, com o decorrer dos anos e diante da inviabilidade de se manter a instituição, principalmente devido aos elevados custos de manutenção, houve a opção de manter o auxílio aos desamparados de forma indireta, com doações mensais a instituições de amparo à velhice, criando, deste modo, a atual Fundação José Carlos da Rocha.

A transformação de pensionato para Fundação foi oficializada em 25 de outubro de 1983, quando foram criados o Conselho Curador e a Diretoria Executiva e adequado seu Estatuto ao novo modo de trabalho a ser desenvolvido.

A partir de 2003, uma nova dinâmica foi dada à gestão da Fundação, quando um grupo de voluntários do Vale do Paraíba, região do Estado onde se concentra a maior parte dos lares assistidos, assumiu a Direção e o Conselho.

A equipe vem atuando para multiplicar o potencial de apoio aos idosos, além do recurso financeiro deixado pelo fundador, promovendo ações para mobilização de voluntários, como empresas e pessoas físicas, e celebração de convênio com instituição governamental ou não na defesa de interesse dos idosos.

O número de vovôs e vovós, como são carinhosamente chamados os idosos assistidos, cresce a cada ano. Eles recebem diversos tipos de assistência da Fundação em lares das cidades de Jacareí, Lagoinha, Pindamonhangaba, São Luiz do Paraitinga, Taubaté, Tremembé, Diadema e São Paulo.