Culinária é ferramenta de trabalho de estímulo à coordenação motora e memória

Culinária é ferramenta de trabalho de estímulo à coordenação motora e memória

O preparo de docinhos de leite em pó envolveu os idosos do Lar Vicentino de Lagoinha numa tarde divertida e cheia de sabor. A ação foi desenvolvida na última semana pelos professores de educação física da Fundação José Carlos da Rocha, Flávia do Amaral e Breno Antunes Ribeiro.

Por trás do divertimento e do agrado ao paladar, a atividade visava promover benefícios à saúde física e mental dos idosos, que envolvem estímulo à motricidade fina e aos cinco sentidos, integração social, memória sensorial e relaxamento.

À medida que ajudavam a modelar os docinhos, vovós e vovôs resgataram lembranças de momentos em que preparavam seus alimentos junto às suas famílias, opinavam sobre o preparo, socializavam com prestadores de serviço, além de exercitarem a criatividade.

“O resultado foi bem positivo, foi uma atividade diferente. Foi muito legal essa interação entre eles, com a gente, e o fato de eles comerem o alimento que eles mesmos fizeram. Foi bem gratificante e produtivo”, afirmou Flávia.

Deixe uma resposta