Idosos participam de atividades em celebração ao mês do folclore

Idosos participam de atividades em celebração ao mês do folclore

Residentes de quatro lares atendidos diretamente pela Fundação José Carlos da Rocha participaram, ao longo do mês de agosto, de atividades em comemoração ao Dia do Folclore.

No dia 24 de agosto as professoras Rita de Cássia dos Santos e Letícia Godinho realizaram uma tarde de brincadeiras folclóricas no Lar São Vicente de Paulo, em Pindamonhangaba. Já no dia 31 de agosto, as atividades aconteceram no Lar Irmã Terezinha, na mesma cidade. As educadoras abordaram temas como lendas, comidas típicas, charadas, parlendas, trava língua, brincadeiras e cantigas de roda.

Nos lares Vicentino de Lagoinha e Vila São Vicente de Paulo (São Luiz do Paraitinga), Rita conjuntamente com o professor Breno Antunes desenvolveram iniciativas relacionadas à data comemorativa. Houve oficina de brinquedos, barangandão, pião, bola de gude, peteca, bilboquê de garrafa pet e também dança sentada.

De acordo com Rita, as atividades do folclore são enriquecedoras e desenvolvidas com muita alegria pelos idosos. “Já vivencio com os idosos há alguns anos e percebo o quanto ficam motivados, contando suas próprias histórias e aventuras de infância. O objetivo é promover ações que englobam lazer e cultura. Com atividades compatíveis com os idosos podemos interagir, socializar, valorizar sua história e o resgate cultural”, pontua a professora.

Comemorado no dia 22 de agosto, o Dia do Folclore foi criado com o objetivo de garantir a preservação do acervo que forma o folclore brasileiro. Além disso, busca incentivar os estudos na área. O folclore brasileiro é um importante objeto de estudo nas ciências humanas, e sua relevância é reforçada frequentemente nas ILPI´s (Instituições de Longa Permanência para Idosos) e escolas que trabalham com ensino infantil.

Deixe uma resposta