Outono é tema de projeto de colagem de figuras com idosos de Pindamonhangaba

Outono é tema de projeto de colagem de figuras com idosos de Pindamonhangaba

Os idosos do Lar Irmã Terezinha, de Pindamonhangaba, estão participando de uma oficina de colagem com a arteterapeuta Letícia Godinho, da Fundação José Carlos da Rocha.

A atividade incentiva os participantes a desenvolverem obras relacionadas ao outono. Para isso, a arteterapeuta usa diversas folhas de árvores e pétalas da estação para que os idosos criem uma “mandala com a natureza”. Ao todo, nove idosos participaram da atividade que durou cerca de duas horas na última semana.

Segundo Letícia Godinho, este tipo de atividade auxilia no desenvolvimento da coordenação motora fina, percepção visual e imaginação e, ainda, promove o conhecimento e valorização da própria cultura e de outras. Ela explica que os materiais usados na aula proporcionaram uma experiência nova para os idosos. “Já havia desenvolvido atividades de colagem com eles antes, mas utilizando elementos da natureza foi a primeira vez. Eles tiveram que se adaptar para fazer esse tipo de colagem porque as folhas e pétalas possuem formatos que desafiam as possibilidades de encaixe e composição com o círculo”, explicou.

Para Letícia, as folhas e pétalas usadas nas oficinas desencadeiam emoções positivas para os idosos. “Fazer colagem por si só já é uma atividade com carga terapêutica, mas acredito que o tato direto com esses elementos da natureza potencializou ainda mais os benefícios para os idosos. Ao mesmo tempo foi desafiante, isso porque os materiais usados exigiam um pouco mais de paciência e criatividade.”

Letícia ressalta a felicidade dos idosos com os resultados das colagens. “Terminadas as colagens, senti que eles gostaram muito do resultado e, principalmente, reagiram positivamente diante do estímulo colocado. Enfim, uma atividade simples que, de forma despretensiosa, se mostrou completa por reunir criatividade e superação de desafios.”

O lar Irmã Terezinha atende 76 idosos e vem, ao longo dos anos, se destacando em atividades sociais que envolvam arteterapia, além de exercícios físicos e outras ações realizadas pela Fundação José Carlos da Rocha.

Deixe uma resposta