Projeto orienta idosas sobre alimentação saudável e propõe desenhos sobre alimentos

Projeto orienta idosas sobre alimentação saudável e propõe desenhos sobre alimentos

Os idosos da Casa do Ancião Luiza de Marillac estão participando de um programa de estímulo ao consumo de alimentos saudáveis desde o fim de dezembro de 2020. A iniciativa é uma parceria entre a instituição e a Fundação José Carlos da Rocha e tem o objetivo de apresentar aos idosos as diferenças entre os tipos de alimentos e suas funções nutritivas e benefícios ao organismo.
O projeto foi idealizado pela nutricionista Juliana Silveira com participação da arteterateupa Letícia Godinho, da Fundação José Carlos da Rocha.
Letícia explicou que a cada mês serão apresentados e debatidos os alimentos da safra do mês. Para fevereiro e março de 2021 os produtos escolhidos foram abacate, pêra, maçã, goiaba, coco verde, repolho, escarola, milho verde e tomate. “A nutricionista faz a explanação sobre as características desses alimentos, em quais funções ele auxilia, e dá dicas de alimentação saudável e balanceada. Na parte de arteterapia propomos atividades lúdicas de criação de painéis com pinturas sobre esses alimentos, que também são saboreados pelos idosos”, disse.
Para maior adesão à iniciativa, Letícia conta que foi criado um painel no refeitório do lar com as pinturas desses alimentos feitas pelos idosos. “Com esses desenhos, eles desenvolvem habilidades motoras, que são alinhadas às sensoriais. Isso estimula o cérebro a associar as informações recebidas pela nutricionista a respeito dos alimentos, dos benefícios, com o sabor, e as características de pintura, as cores, movimentos das mãos, trabalhando a memória, o sistema motor, cognitivo, além de ativar sensores gustativos”.
De acordo com a arteterapeuta, as idosas aprovaram a iniciativa e estão ansiosas para saborear e aprender sobre alimentos de outras épocas. “Como elas lembram dos alimentos, algumas ficam perguntando quando será oferecida determinada fruta, verdura ou legume, se vai demorar muito, como vai ser o preparo. Elas também relembram receitas de como fazer determinado item e com isso relembram coisas do passado, da infância, da família. Tem sido bastante gratificante para nós profissionais e produtivo para os idosos”, finalizou Letícia.

Deixe uma resposta