Julho é dedicado à pintura e à criatividade em três lares

Julho é dedicado à pintura e à criatividade em três lares

mês de julho tem sido de intensa dedicação a trabalhos que envolvem desenhos. Em três dos lares atendidos diretamente pela Fundação José Carlos da Rocha, a professora Letícia Godinho, responsável pelo projeto ‘Arte Experiente da Terceira Idade, está aplicando técnicas para desenhar, recortar e colar imagens com os vovôs e vovós. 

Na Casa São Francisco de Idosos, de Taubaté, os idosos fazem desenhos e depois escolhem a continuidade com duas opções, sendo elas pintar ou buscar imagens em revistas e publicações que possam preencher as lacunas de acordo com as cores necessárias para formar perfeitamente a imagem criada. 

Com isso, a professora da Fundação José Carlos da Rocha consegue fazer com que os idosos usem a criatividade e aprimorem a coordenação motora. 

Já na Casa do Ancião Luiza de Marillac, em Taubaté, e no Lar São Vicente de Paulo, em Pindamonhangaba, as atividades são um pouco diferentes. Nestes locais, Letícia optou por entregar folhas de papel no formato A4 com um coração projetado em meio a um mosaico. Neste material contém diversas palavras com significado de grande importância para o ser humano, como paz, perdão, respeito, sinceridade, dentre outros. 

Assim, os idosos pintaram os corações e todo o mosaico com as cores em que acreditavam ser as mais adequadas. 

De acordo com a professora, além de estimular o cérebro e os aspectos motores, as palavras que formavam o coração ainda desperta a reflexão sobre viver em sociedade ou em um próprio lar. 

Deixe uma resposta