Casas devem ter acessibilidade, não apenas para idosos

Casas devem ter acessibilidade, não apenas para idosos

O avançar da idade aumenta os riscos de quedas e acidentes, principalmente os domésticos. Isso porque com o tempo o corpo perde a força muscular e a densidade óssea, além de apresentar debilidades visuais, auditivas e ponto de equilíbrio. Por isso, as residências devem ser planejadas pensando na acessibilidade para idosos – como portas largas, instalação de corrimão, apoio nos banheiros, priorizar rampas em vez de escadas e outros elementos que facilitem a locomoção de pessoas com idade avançada.

Isso não significa que todos tenham que fazer essas adaptações ou esse planejamento agora, no entanto é bom já pensar nisso. Porque mesmo que você seja uma pessoa jovem e não possua avôs, um dia vai, inevitavelmente, envelhecer.

A Fundação José Carlos da Rocha acredita que essa dica não vale apenas para quando você tenha que imaginar uma pessoa idosa. Pense também em uma mulher grávida ou com carrinho de bebê, ou você mesmo com uma operação no joelho ou um pé quebrado. Devemos todos refletir a respeito.

Deixe uma resposta